metas_2020

“Deixa a vida me levar” é uma frase que, pra mim, só funciona na música do Zeca Pagodinho. Pra eu sentir que minha vida está andando, eu preciso de organização. Agenda, calendários, bullet journal e listas, muitas listas. Sei que pra muita gente tanto planejamento pode ser um pouco enlouquecedor, mas foi a maneira que eu encontrei de não deixar meus projetos morrerem e, realmente, por em práticas as tais resoluções de ano novo.

Se você é do tipo que repete desde 2010 os mesmos itens e até hoje não conseguiu emagrecer/viajar/economizar, calma! Criar metas tem seus truques e hoje eu vou contar como eu monto as minhas!

#1 – Setorize

Eu costumo dividir minha “vida” em grandes áreas: saúde, estudo, trabalho, família, relacionamentos. Este é o momento de refletir com calma sobre o que você deseja em cada um destes setores. Claro, você pode dividir em quantos setores quiser, mas uma ferramenta bacana é a roda da vida.

#2 – Selecione suas metas

Dentro de cada uma destas grandes áreas, eu costumo selecionar de três a cinco metas. Tem que ser um número possível, ok? Mais do que isso, precisa ser uma meta SMART. Ou seja: Específica, Mensurável, Atingível, Relevante e Temporal. Em bom português? Ela tem que ser bem direta e objetiva naquilo que se propõe, deve ser possível de ser medida, ser realista e, claro, deve ter um prazo. Por exemplo, não basta dizer que você quer que sua marca bombe no instagram. Para uma meta ser real, ela precisa ser assim: quero alcançar a marca de 10k seguidores até o final do ano.

#3 – Desmembre em tarefas

Essa é a parte mais difícil e a mais trabalhosa. Mas também é desta forma que conseguimos perceber uma evolução. Para alcançar aquele seu objetivo principal, é preciso listar tarefas e ter certeza de que cada uma está sendo cumprida no prazo correto. Por exemplo, você quer 10k no instagram até dezembro de 2020? Que tal montar um calendário de publicações, postar conteúdo todos os dias e interagir mais com seu público? Quer emagrecer 5kg em 6 meses? Tente fazer exercício três vezes por semana, aumentar a ingestão de frutas, legumes e verduras e beber mais água. Ficou mais simples, não? Também é importante estabelecer prazos e se assegurar de que eles estão sendo cumpridos.

#4 – Comemore

Geralmente a gente cai na armadilha de só comemorar (e se dar por satisfeito) quando atingimos as metas maiores. E como isso demora a acontecer, vamos nos desmotivando e desistindo pelo caminho. Uma forma de manter a motivação em alta é comemorar as pequenas vitórias. Emagreceu dois quilos? Que tal se dar um presente? Atingiu 3 mil seguidores? Agradeça seu público e saia para jantar. Nada precisa ser grandioso, mas pode e deve ser marcado.

#5 – Seja flexível

É comum estabelecermos metas no início do ano e, ao chegar em junho, perceber que aquele objetivo perdeu o sentido. Neste caso, não tenha medo de mudar de rota. Mudanças de ideia são comuns e saudáveis. O mesmo acontece com aquele objetivo que você ainda quer alcançar, mas por um motivo ou por outro, ainda não conseguiu. Não se culpe nem deixe para lá. Analise a estratégia usada, veja o que não deu certo e reajuste a rota. 😉

E você, tem alguma maneira infalível de riscar itens da lista de resoluções? Divide aqui com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *