Ser mulher é algo realmente sensacional. E 2019 me mostrou isso de diversas maneiras. Pessoalmente, eu me vi cercadas de amigas incríveis, com experiências de vida totalmente diferentes, mas sempre dispostas a ajudar e empoderar outras mulheres. A força que temos quando nos unimos é realmente única e essa energia esteve presente durante todo o ano.

E como energia é algo que permeia diversas áreas da nossa vida, o girl power se manifestou também nas minhas leituras. Li tantas histórias com tantas mulheres maravilhosas, que seria um desperdício não dividir algumas com vocês. Os livros a seguir foram feitos para serem lidos, mas também compartilhados com as amigas. São histórias e experiências de vida que nos inspiram e nos ajudam a superar momentos difíceis. Além de, claro, ser entretenimento da melhor qualidade!

tara

Tara Westover, em ‘A Menina da Montanha

A história de Tara me marcou tanto que ela mereceu um post só sobre ela aqui. Mas resumindo, ela cresceu em uma família de sobrevivencialistas mórmons nos Estados Unidos e só teve acesso à educação formal aos 17 anos. Apesar disso, Tara se formou na faculdade, fez mestrado e doutorado nas mais importantes instituições do mundo. Sua história emociona, agonia, inspira. Uma das melhores leituras do ano, sem dúvida.

Michelle

Michelle Obama, em ‘Minha História

A gente acha que já conhece Michelle Obama. Afinal, ela é mulher de um dos maiores políticos do mundo, a primeira primeira-dama negra dos Estados Unidos, envolvida nas mais diferentes causas. Mas a história desta mulher é ainda mais incrível quando vista de perto, contada em primeira pessoa. Na sua autobiografia, ela conta como tudo começou, como se formou em direito, sua trajetória profissional e, claro, sua vida ao lado de Obama na Casa Branca. Uma aula de empoderamento feminino.

malala

Malala, em ‘Eu Sou Malala

Ela ainda era uma criança quando foi baleada no rosto pelo Talibã. Junto com o seu pai, dono da escola em que estudava, Malala Yousafzai lutava pela educação das meninas paquistanesas quando começou a incomodar o regime totalitário do seu país. Neste livro, acompanhamos um pouco da política no Paquistão e entendemos os acontecimentos que permitiram a chegada do Talibã ao poder. Malala ganhou o prêmio Nobel da Paz em 2014, mas sua importância vai além disso. Ela é a lembrança viva de onde as mulheres podem chegar quando nos lançamos a uma causa.

fernanda

Fernanda Montenegro, em ‘Ato, Prólogo, Epílogo

Comecei a ler as memórias da Fernanda Montenegro a convite de uma amiga e seu projeto “Lendo Mulheres Reais”. O primeiro livro lido em conjunto foi esse e a estreia não poderia ter sido melhor. Crescemos acostumadas a ver Fernandona no teatro, no cinema e na TV, mas a experiência de ler sua história de vida é única. Nos transporta para outro tempo, onde viver de arte era digno e possível. Leitura fundamental nestes tempos sombrios.

Lembrando que adquirindo qualquer livro listado aqui através dos links nos títulos, você ajuda este bloguinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *