fbpx

Style: 4 maneiras diferentes de usar jeans no verão

Quando o jeans surgiu na Califórnia, em 1850, como roupa de trabalho para os mineradores, ninguém imaginava que ele se tornaria peça-chave do guarda-roupa  de homens e mulheres. E na Califa daquela época, ninguém poderia imaginar que, no verão de 2015, a gente ia achar bem difícil usar nossas peças preferidas.

Com temperaturas cada vez mais altas, a gente sente um leve arrepio só de pensar em vestir uma calça jeans, não é verdade? Mas ninguém precisa abrir mão do look. Aqui vão 4 maneiras diferentes de usar jeans no verão, para copiar já!

Short: um clássico

Short Jeans

Do clássico ao boho, o short é uma ótima opção à calça, se você trabalha em um ambiente informal. Combine com camisas de alfaiataria se a ideia for um look despojado, mas ainda assim arrumadinho. Ou se jogue no estilo hippie chic caprichando nos acessórios e nos detalhes maximalistas como rendas e pedrarias.  

Jardineira

Jardineira

Atire a primeira pedra quem nunca teve uma dessas na infância. A jardineira, ou macacão, estava em alta na década de 90 e se você não tinha um modelo da Pakalolo, estava totamente por fora! Agora, a ideia é misturar com peças mais clássicas, como camisas de alfaiataria – se for estampada, ainda melhor! – ou camisetas lisas para um look básico.  

Jeans com jeans

jeans com jeans

Mesmo com a quantidade abissal de imagens nos sites de street style, a mistura de jeans ainda atrai olhares por aqui. Seja de gente estranhando ou aprovando, o que importa é que o jeans + jeans pode ser superprático, e até sofisticado. Dica? Apostar nas lavagens mais escuras e ousar nos acessórios!

Coletes

Colete

Mais um must-have dos anos 80/90, os coletes são peça curinga no guarda-roupa do verão 2015. A ideia é acrescentar uma peça – porque sobreposição deixa qualquer produção mais rica! – e dar um tom mais despojado ao look. Detalhe: fica UMA GRAÇA quando combinado com camisas listradas ou vestidos!

Trend Alert: tattoos fake

Eu preciso confessar: tenho uma queda por tatuagem de mentirinha. Seja pra se divertir no carnaval, testar o posicionamento para uma de verdade, ou até para ver se determinado desenho combina com meu estilo, elas têm surgido como um acessório superbacana para quem quer variar o visual.

Tattoo 1

E pra minha sorte, elas estão cada vez mais bonitas, e com mais qualidade, a ponto de ficar difícil distinguir – pelo menos nas fotos do Instagram – o que é fake e o que não é. Pensando nisso, fiz uma seleção rápida de marcas bacanas para quem quer aderir à tendência!

Le Petit Pirate

Tattoo 2

Fez a minha alegria no Carnaval do ano passado. A marca, especializada em tatuagens para crianças, tem desenhos superdivertidos e ainda uma linha para a galera mais adulta cair na folia. Custa R$ 12 a cartela ou R$ 27 o kit completo! Pra comprar, clica aqui! https://www.lepetitpirate.com/

Flash Tattoo

Tattoo 3

Acessório preferido de celebrities como Rihanna e Beyoncé, as tatuagens metalizadas surgiram nos festivais de música e já viraram mania lá fora. Com uma pegada mais fashionista do que as tatuagens comuns, elas fazem o maior sucesso nos festivais de música, com a galera que segue o estilo boho. No site Flash Tattoo Brasil, os preços variam de R$ 18 a R$ 35. http://www.flashtattoosbr.com.br/tatuagem-metalizada

Tattly

Tattoo 4

E para quem está com viagem marcada para Nova York, a dica é visitar a Tattly, uma loja no Brooklyn especializada em tatuagens temporárias. A variedade é tanta que eles têm até uma linha própria para casamentos. E o melhor? Dá para comprar pelo site! O kit com oito custa a partir de US$ 15, e o frete para cá, US$6! http://tattly.com/

Lançamento Julio Lopes Art

Escrever sobre algo que se conhece muito pode ser tão complicado quanto escrever sobre algo que não se manja nada. Afinal, como descrever em poucas palavras o que você conhece em detalhes? É o caso do Julio Lopes Art, projeto que eu vi nascer, acompanhei de perto e… Me apaixonei!

Blog 01

Não sabe do que se trata? Eu explico. O Julio é daquelas pessoas que amam registrar as paisagens por onde passam todos os dias. E depois de ver a quantidade enorme de curtidas que as fotos do Rio ganhavam no seu Instagram pessoal, ele decidiu abrir um novo, só para as fotos: o @juliolopesart. É ali que ele publica todos os dias suas imagens preferidas, clicadas e editadas ali mesmo no celular. Sem Photoshop ou qualquer programa com zilhões de funções que ninguém sabe ao certo para que serve.

Blog 02

E a ideia é essa mesmo. Simplificar. “Quero passar para as pessoas que não é preciso ter uma câmera profissional ou algo do tipo para tirar boas fotos. Com amor e dedicação à fotografia, todos podem fazer”.

Blog 03

Tanto amor e dedicação acabaram virando um quadro. Que depois viraram dois, dez, vinte, trinta. E assim, quase de uma hora pra outra, o projeto estava pronto. Domingo, na praia da Ipanema, foi dia de celebrar tudo isso em um lançamento incrível. Teve show do Luiz Paes Leme, teve biscoito Globo (não dava para ser outro, né?), teve Busca Vida, e muuuuita gente legal que passou por lá pra prestigiar e ver de perto o que até então, a gente só via no tela do celular.

E olha, a palavra é uma só: orgulho. De ver uma ideia aparentemente simples tomando forma, de ver uma galera reunida na mesma vibe, de ver o amigo feliz. Mas principalmente, como boa carioca, ver que o Rio tá cheio de lugar LINDO. É só a gente olhar com mais um tiquinho de boa vontade. Tipo essa que o Julio tem. 😉

Vídeo: Bruno Morieval

Fotos: Viviane Bittencourt

9 dicas para um verão mais saudável

Eu sempre fui apaixonada pelo verão, desde criancinha. Daquelas que já ficava feliz só de ver um dia de sol, mesmo que tivesse que ficar trancada na escola. Mas preciso confessar que esse verão em particular, anda desafiando minha paciência. A razão é o calor surreal que anda fazendo no Rio, que só tende a piorar com a falta de chuva. Resultado: ir à praia – ou até dar uma voltinha na esquina – pode ter resultados indesejáveis: desde aquele bronzeado bizarro até à tão temida insolação.  

Pensando nisso, recorri à minha amiga Tauana Teixeira, médica supercompetente que tira TODAS as minhas dúvidas. Tipo meu Drauzio Varela particular. A ideia de um manual a quatro mãos foi dela e agora a gente divide dicas para que você tenha um verão mais saudável e – oremos! – mais fresquinho!

Tenha paciência.

Tauana 01B

“O desejo de toda mulher é ficar com aquela pele morena da cor do pecado. Mas não adianta querermos isso em um só dia de praia porque não vai dar certo tá, gente? Você vai acabar exagerando no sol e vai ficar vermelha feito um camarão. O grande problema desse abuso, além do desconforto e da dor, é que nós estamos agredindo seriamente nossa pele. Nos esquecemos que ela é o maior órgão do nosso corpo, e que órgão! Por isso…”

…use filtro solar.

Tauana 02

“Mesmo naqueles dias nublados! Entendam uma coisa: o que queima a nossa pele são os raios UV! Eles são responsáveis pela cor de saúde! E esses raios passam pelas nuvens, então mesmo sem sentir aquele caloooor nós estamos ‘queimando’. O vermelho da pele vem de uma intensa reação inflamatória que libera substâncias que causam vasodilatação, dor, calor e… aquela cor nada bonita!”, ela explica.

Beba água. MUITA água.

Tauana 03
Não precisa ser Evian, Voss, ou Perrier, filtrada já basta. Também não precisa se forçar, já que no calor você já vai sentir uma sede absurda. Só não tente mata-la com cerveja ou refrigerante. Você já fez uma besteira, não vá tentar consertar com outra. O segredo é beber água mesmo, no máximo um suco de frutas. Outra opção são as águas aromatizadas com ervas e frutas. Saudável e ainda muito refrescante.

Coma coisas leves

Tauana 04
Sim, insolação causa incômodos estomacais, digamos assim. Então, não irrite mais ainda seu sistema digestivo fazendo seu corpo digerir uma picanha. Vá de salada, frango ou peixe grelhado grelhado e muita fruta.

Baixe a febre

Tauana 05
Vale aquela dupla de combate à gripe: antitérmico e banho frio (até porque você não vai nem aguentar chegar perto da água quente).

Se joga no Caladryl

Tauana 06
Produto clássico que há anos salva pessoas desta situação bisonha que é a queimadura de sol. É aquele famoso creminho rosa que refresca a pele e diminui a ardência. Mas atenção: ele resseca um pouco, tudo o que você menos precisa  no momento. Por isso, o próximo passo é tão importante…

Hidrate a pele!

Tauana 07

Além de evitar a descamação, hidratar a pele diminui quase instantaneamente a coceira e a ardência. Atenção a duas coisas: a dor é inevitável nessa etapa. Mas, como diz a minha mãe, “na hora de esturricar no sol você não pensou nisso, né?”. Então aguente. Outra coisa, o hidratante tem que ser bom! Victoria’s Secrets não conta, desculpem as fãs. A ideia não é deixar cheirinho gostoso, é repor a hidratação da pele. Prefira aqueles com manteiga de karité na fórmula. Já a dra. Tauana é menos otimista: “Hidratantes de pele aliviam, mas não resolvem o problema: VOCÊ VAI DESCASCAR!”

 

Não esqueça os lábios…Tauana 08
Poucas coisas irritam mais do que lábio rachado. Não só porque é feio, mas porque é incômodo mesmo. Então, a dica é deixar o lip balm do seu lado na mesa do escritório e passar TODA hora. Mas toda hora mesmo!

…nem os olhos!

Tauana 09

Dica mega importante da Tau: “Outra coisa importante é proteger os olhos com óculos escuros de qualidade. Óculos de camelô não filtram raios UV e fazem mal a sua retina! Isso acontece porque sua pupila dilata e facilita a entrada deles! E os raios UV fazem na sua retina o mesmo que na sua pele: queimam! Não é a toa que existem casos de pessoas que ficam vendo pontos luminosos ou pretos após exposição solar intensa! E se isso acontecer um oftalmologista deve ser consultado. Na maioria dos casos há regressão da queimadura retiniana e tudo volta ao normal, mas é sempre bom ouvir a opinião de um especialista”.

Moral da história? O sol está forte, câncer de pele não é mito, e o verão ainda vai durar alguns meses. Praia, só com protetor (no mínimo FPS 15), barraca e chapéu, combinado?

OBS: Esse post é uma reedição de um texto já publicado no meu extinto Don’t Cry, Buy a Bag! 😉 

Alpargatas: o sapato do verão

Alpargatas, espadrilles, espadrilhas… Chame como quiser. O importante mesmo é saber que este é O sapato do verão. Ok, não é exatamente uma novidade. As espadrilles andam por aí há décadas, desde que foram criadas para serem usadas por pescadores de países mediterrâneos. Mas foi só depois de 2013, quando grifes como Valentino, Missoni e Chanel “ressuscitaram” o modelo nas passarelas, que elas viraram verdadeira mania no verão Europeu. 

Chanel 2

Como usar?

Mas acredite se quiser, mesmo depois do boom, ainda tem gente que fica na dúvida de como usar. O truque é simples: encare a alpargata como um tênis – olha uma opção bacana para as apaixonadas pelo All Star! 😉 Vale usar com saias e vestidos rodados (fazendo o estilo ladylike!), shorts jeans, e calças skinny.  

Alpagartas_looks

O bacana é a versatilidade. Ela serve tanto para montar looks despojados para o fim de semana, quanto para dar mais conforto à produção do escritório. E no verão, é exatamente disso que a gente precisa, não é verdade?

Aqui, algumas sugestões para você entrar de vez na onda da espadrille!

Alpargatas 2B

  1. Pink Connection – R$ 59,90
  2. My Shoes – R$ 99,00
  3. Perky – R$ 79,00
  4. Lenny Niemeyer – R$ 189,00
  5. Schultz – R$ 290,00
  6. Ballasox – R$ 90,99
  7. Ana Capri – R$ 128,71
  8. My Shoes – R$ 89, 00
  9. Santa Lolla – R$ 99,90

 

#MixTape: Verão!

Tem maneira mais gostosa de começar a semana do que ouvindo música? Tá, tem. Quando o feriado cai na segunda. 😛 Mas como não é o caso de hoje, resolvi preparar uma playlist que tem a cara do verão! Pra você ouvir a caminho da praia, correndo no calçadão, no churrasco com os amigos, ou trancado no ar-condicionado do escritório – que é como estamos agora! 😛

Aperta o play!

Vista pro mar, Silva

It’s time, Imagine Dragons

Pompeii, Bastille

Am I Wrong, Nico & Vinz

Riptide, Vance Joy

Número 1

1e0d7690377504d8e2f194460a1e3385

Vou sentar que tá na hora de escrever o primeiro post do blog. Tá, mas nesse calor? Acho que vou abrir a janela. Peraí que eu me esqueci de pegar uma água. Eu penso melhor com água. Ih, os morangos que estão na geladeira vão estragar, melhor comer logo. Só que não tem açúcar. Não dá pra comer sem açúcar. Vou comprar lá embaixo, é rapidinho.

Eu repeti esse processo umas 39579746 vezes essa semana, até finalmente parar para escrever esse texto. Fato é que começar é um treco difícil. A tela em branco do Word dá um medinho. Como faz? Eu digo o que vai ter aqui, para vocês se prepararem e não se sentirem enganados? Tá, então eu conto.

Vai ter um pouco de tudo o que eu, Tati Guedes – ficou óbvio pela URL, né? Dã! -, gosto. Vai ter moda, comportamento, cultura pop, minha cidade maravilhosa, gastronomia, viagens. E ó, só não vai ter brigadeiro porque eu ainda não descobri um jeito de compartilhar comida de verdade na internet.

O que não vai ter? Look do dia. Nada contra, mas não, muito obrigada. É que não sou eu. Se vocês ficarem muito, muito curiosos em ver minha cara e quem eu sou, ok. Eu posto. Mas só uma vez, tá, que eu sou low profile (ozamigo se escangalham de rir no momento). Aí vai. Eitcha!

Voltando… Também não vai ter foto de bichinho maltratado. Nem anúncios disfarçados, que isso é coisa muito feia de se fazer na blogosfera, o equivalente virtual de xingar a mãe. Não mando solicitações de joguinhos e prometo que não marco ninguém em flyer de festa.

Vamos combinar que eu escrevo daqui, vocês leem daí e sempre que der vontade pode curtir, comentar e compartilhar com os amigos. Então, pode entrar, fica à vontade! 😉