fbpx xanax vs ativan for nausea adipex elyria ohio phentermine d user reviews tramadol jaw pain tramadol injection emedicine

Etiqueta: hbo

Cinco séries girl power para maratonar no feriado

O feriado chegou e eu só consigo pensar em uma coisa: piscina de dia, brigadeiro e Netflix à noite. Pensando nisso, joguei uma caixinha de perguntas lá no meu insta pedindo dicas de séries dignas de maratona e agora divido com vocês. Algumas eu já assisti, outras ainda não, mas todas parecem valer a pena. Vamos?

Insecure

serie_insecure

Comecei a ver essa série justamente porque ela passa na HBO logo antes da segunda exibição de GoT. A princípio, ela não teria nada a ver comigo, garota branca do Rio de Janeiro. Mas a verdade é que mulheres de trinta anos passam exatamente pelas mesmas crises, sejam elas de identidade, carreira ou no relacionamento. E essa é a parte mais bacana da série, a mistura de bom humor com realidade e zero glamour. Não vá esperando um novo Sex and the City, apenas receba Issa Rae (atriz e criadora da série) de braços abertos. Porque se para nós, mulheres brancas, já é difícil encontrar programas de TV que nos representem bem, para as negras é mais complicado ainda. E ela merece todos os aplausos.

Onde eu vejo? HBO

Scandal

serie_scandal

check this out Shonda Rhymes é, de fato, uma das mulheres mais poderosas da televisão americana. No currículo ela carrega séries como Grey’s Anatomy, How to get away with murder e… Scandal! A série chegou ao fim ano passado e desculpem se eu estiver chovendo no molhado, mas se você ainda não assistiu, pode aproveitar o feriado para começar a maratona.

here A trama gira em torno de Olivia Pope, uma ex-funcionária da Casa Branca que abre uma empresa de gerenciamento de crises. Interpretada por Kerry Washington, a personagem foi inspirada em Judy Smith, ex-assessora de imprensa de George W. Bush. Smith ainda é uma das produtoras executivas da série.

Onde eu vejo? Netflix

Game of Thrones

serie_gameofthrones

E eu não poderia deixar de citar GoT! Porque surpreendentemente, ainda não é todo mundo que acompanha. Com Cersei, Daenerys, Sansa, Arya e Yara Greyjoy mostrando sua força, a série vem se destacando por suas heroínas bem construídas. A última temporada está começando, peças estão se encaixando, e se você ainda não deu uma chance ao maior fenômeno da televisão mundial, sugiro fortemente que use o feriado para começar. Mas já aviso: não se apegue à ninguém. 😉 http://iop.ecpc.org/?map192

Onde eu vejo? HBO

Coisa mais linda

serie_coisamaislinda

Produção nacional de qualidade, a série se passa na década de 1950 e conta a história de Maria Luiza (Maria Casadevall). Quando seu marido foge levando todo o seu dinheiro, ela é obrigada a recomeçar. Para isso, o Rio de Janeiro e seu amor pela música serão fundamentais. No elenco, temos ainda Pathy de Jesus, Fernanda Vasconcellos e Mel Lisboa. É o retrato de uma época, mas ainda traz reflexões importantes sobre o que é ser mulher.

Onde eu vejo? Netflix

Já assistiu alguma dessas? O que achou? Comenta aqui com a gente!

Quatro séries para maratonar no feriado

Tá órfão de Game of Thrones também e não tá sabendo lidar com a possibilidade de só ver a bundinha de Jon continuação da saga em 2019? Dá cá um abraço, vamos sofrer juntinhos. Quer dizer, nem tanto, porque eu já te poupei o trabalho e montei uma listinha de quatro outras séries incríveis pra você assistir nessa entressafra – e neste feriado maravilhoso que se aproxima. Pra ser honesta, nenhuma é de fantasia, porque, né? Por mais que essa última temporada não tenha sido maravilhooooosa, ainda é difícil de competir com GoT. Enfim, vamos a elas!

#1 – Insecure

insecure

Comecei a ver essa série justamente porque ela passa na HBO logo antes da segunda exibição de GoT. A princípio, ela não teria nada a ver comigo, garota branca do Rio de Janeiro. Mas vou contar uma coisa aqui que talvez vocês já tenham percebido: mulheres de trinta anos passam exatamente pelas mesmas crises, sejam elas de identidade, carreira ou no relacionamento. E essa é a parte mais bacana da série, a mistura de bom humor com realidade e zero glamour. Não vá esperando um novo Sex and the City, apenas receba Issa Rae (atriz e criadora da série) de braços abertos. Porque se para nós, mulheres brancas, já é difícil encontrar programas de TV que nos representem bem, para as negras é mais complicado ainda. E ela merece todos os aplausos.

Onde eu vejo? HBO, domingo, às 23h30!

#2 – Atypical

atypical

A premissa de Atypical é bem simples: Sam é um adolescente autista que se esforça para arrumar uma namorada, levar uma vida normal, enquanto enfrenta o bullying na escola e a superproteção da mãe. Normal, né? Pois é. E é justamente a palavra “normalidade” que fica pairando na nossa cabeça a cada episódio. Não é preciso estar dentro do espectro de autismo para ver que todo mundo já passou por um momento terrível de inadequação social. Falar algo errado, na hora errada, e se comportar de maneira diferente do esperado pode ser o fim do mundo na adolescência, e é justamente por isso que nos identificamos tanto com Sam – mesmo estando fora do espectro. A primeira temporada é curtinha (oito episódios de 30 minutos), boa para assistir depois do trabalho e, por que não, dar uma exercitada na empatia, que anda meio sumida esses dias… 😉

Onde eu vejo? Netflix!

#3 – Merlí

merli

Vocês também acham difícil encontrar séries para adolescente que façam algum sentido? Volta e meia me pego pensando nisso… Às vezes são séries deliciosas, mas absolutamente irreais, como Gossip Girl. Às vezes, parece que os roteiristas pularam da infância direto para a idade adulta e não fazem ideia de como é ter 17 anos. Com Merlí, graças a Deus, não acontece isso. A série espanhola pode causar estranheza já que não segue a estética hollywoodiana (e é toda em castelhano), mas lembra muito nossas novelas (latinos, né?) e por isso mesmo é sensacional! Merlí é um professor de filosofia que vai dar aula na escola (e na turma!) do filho. Acontece que ele não é nada ortodoxo e, sabe como é, né? Adolescentes sentem vergonham da maneira que os pais dizem bom dia, e isso vai causar alguns problemas na relação dos dois. Daquelas comédias com humor inteligente e irônico, sem cair no pastelão.

Onde eu vejo? Também na Netflix!

#4 – Party of Five

partyoffive

Prepara o lencinho, que essa série é de chorar baldes. Se você não assistiu láááá no final dos anos 90, uma rápida sinopse. Cinco irmãos perdem os pais em um acidente de carro e tem que se virar para pagar as contas, cuidar do irmão mais novo, e ainda manter a família unida. Aqui no Brasil, ela ganhou o nome de O Quinteto e lançou atores como Mathew Fox (antes de ser o Jack, de Lost), Neve Campbell (antes do “Hello, Sidney”), e Jennifer Love Hewitt, antes de virar a rainha do grito dos anos 2000. Draminha da melhor qualidade!

Onde eu vejo? Netflix, eu te amo!

Tem mais dicas? Deixa aqui nos comentários!

https://rhizome.org/profile/ecpc-dumakake/